Lançamento do livro “Performances interacionais e mediações sociotécnicas”

performances-interacionais-boxcirculante

O livro Performances interacionais e mediações sociotécnicas (EDUFBA, 2015) fará parte do Lançamento Coletivo no Festival de livros e autores da UFBA, que ocorrerá na quinta-feira (11), no Palacete das Artes Rodin Bahia – Graça. Organizado por mim em parceria com José Carlos Ribeiro e Paulo Victor Sousa, a obra explora uma variável importante no estabelecimento de trocas sociais na contemporaneidade: a interveniência das mediações sociotécnicas nas atuações em rede e nas práticas interacionais associadas.

Capa do livro, que sai pela EDUFBA.

Capa do livro, que é editado pela EDUFBA.

Os textos que compõem a obra compactuam com as propostas apresentadas nos livros gerados em edições anteriores do evento, Práticas Interacionais em Rede (2013) e Mídias Sociais: Saberes e Representações (2012), criando assim uma coleção de trabalhos que problematizam de que maneira os ambientes digitais, em particular os Sites de Redes Sociais (SRS), os jogos multiplayer on-line, os blogs e as páginas pessoais na internet, são costumeiramente apropriados por empresas, indivíduos e coletivos, estabelecendo performances interacionais e, assim, constituindo espaços sociais de convívio.

Para darmos conta dessas problematizações, Performances interacionais e mediações sociotécnicas é resultante de uma seleção das principais discussões que aconteceram por ocasião do III Simpósio em Tecnologias Digitais e Sociabilidade (SIMSOCIAL), realizado em 2013 na Universidade Federal da Bahia (UFBA), sob promoção do Grupo de Pesquisa em Interações, Tecnologias Digitais e Sociedade (GITS). A seleção aqui feita está dividida em quatro eixos discursivos: (1) Corpo, subjetividade e identidade; (2) Circulação de informação em redes sociais; (3) Produção de conteúdo e articulações coletivas na internet; e (4) Interação e práticas cognitivas em ambientes eletrônicos.

Ao todo, dezesseis textos compõem o referido livro, que será lançado no evento promovido pela EDUFBA. Na ocasião do seu lançamento, 20 obras de diferentes áreas do conhecimento estarão disponíveis para a venda com 50% de desconto e um representante de cada obra ficará à disposição para autógrafos. Mais informações sobre o evento podem ser obtidas no site da Editora: http://www.edufba.ufba.br/2015/05/festival-de-livros-e-autores-da-ufba/

Questionário sobre a fotografia e o uso do Instagram

banner_instagram

Nas próximas semanas, estaremos disponibilizando o questionário abaixo sobre o uso do Instagram por jovens na faixa etária de 18 a 29 anos. Este faz parte de minha pesquisa de doutorado em Comunicação e Cultura Contemporâneas da Universidade Federal da Bahia, sob a orientação do professor doutor José Carlos Ribeiro, e visa investigar as formas de utilização do aplicativo e as compreensões sobre a fotografia e as tecnologias digitais móveis nas relações sociais. Nesse sentido, buscamos saber sua opinião pessoal frente a este assunto.

Se você possui o Instagram e está na faixa etária que compreende a pesquisa, responda ao questionário abaixo; não leva mais do que 15 minutos. Os dados gerados por este levantamento serão analisados preservando o anonimato de todos os participantes.

Além de respondê-lo, você pode também colaborar na pesquisa divulgando a página: www.gitsufba.net/pesquisainstagram .

Evento discutirá representação, memória e identidades na fotografia

Recebi nessa semana a convocatória para o V Theoria, evento a ser realizado em agosto, no Museu do Homem do Nordeste, em Recife; pela primeira vez ocorrerá um simpósio em paralelo acerca do futuro do passado da fotografia. A convocatória foi enviada a um mês do dia limite de envio de trabalho. Aliado a participação no evento, também ocorrerá a publicação de uma edição da revista Ícone sobre o mesmo tema, com uma seleção dos trabalhos trabalhos submetidos ao Theoria.

Abaixo, reproduzo a chamada:

O Museu do Homem do Nordeste, MuHNE, vinculado à Fundação Joaquim Nabuco – FUNDAJ, está preparando para agosto de 2013 a V edição do THEORIA. O evento, que acontece desde 2009, é dedicado à reflexão e pensamento acerca da fotografia como protagonista da prospecção e construção social da imagem. Para este ano, o tema geral do encontro será futuro do passado do Nordeste, com a presença de nomes e autores de referência nacionais como principais conferencistas de modo a ancorar o encontro. (Em breve, serão confirmados os nomes).

Em adição, o V THEORIA inaugura uma parceria e um formato inéditos: juntamente com o Programa de pós-Graduação em Comunicação da UFPE, PPGCOM; organiza a convocatória da Revista Ícone No. 15. Editada pelo PPGCOM desde 1995, foi reformulada recentemente, sendo agora totalmente voltada para o campo do visual. A parceria do MuHNE-FUNDAJ/ PPGCOM – UFPE, Será, no caso, um processo casado à submissão de trabalhos para o V THEORIA concomitantemente aos painéis, projeções de portfólios e curso que compõem o encontro.

O núcleo temático para a convocatória da Ícone é Futuro do passado: representação, memória e identidades na fotografia. Assim, os trabalhos selecionados para o congresso, quando do acontecimento do mesmo, já estarão publicados no novo número, a ser editado até agosto de 2013.

Futuro do passado é a provocação inicial, no sentido de se debruçar sobre eixos de permanência assentes no debate histórico e epistemológico da fotografia diante do dilema que contrapõe tanto a continuidade e elementos residuais de práticas e saberes, como as rupturas e emergências que o regime visual contemporâneo, ora recuperando e potencializando modelos, ora superando-os. A premissa é que deste choque nascem condicionamentos diretamente implicados nas elaborações das formas de representação, da construção da memória e de identidades justapostas ao processo fotográfico.

Os eixos de estímulo desta convocatória THEORIA/ÍCONE buscam estabelecer um debate gregário acerca das apropriações da fotografia, seja como meio próprio, ou em dialogia com outras interfaces expressivas, documentais ou representacionais.

1 – Quais tipos de processos/práticas têm se consolidado como resultado e que eram inexistentes?

2 – O que reúne/distingue esses diferentes processos?

3 – Quais as condições de criação de um discurso visual acerca de um futuro da fotografia em diálogo com seu passado?

4 – Em que sentido essa fotografia permite introduzir inovações, atenuar, superar, ou ainda reforçar articulações que elaboram a triade de representações/ memória/ idendidades?

Os trabalhos submetidos devem abordar aspectos teóricos e/ ou estudos empíricos, podendo ter um caráter descritivo, exploratório ou ensaísta. Demais trabalhos, fora do tema da convocatória podem ser enviados, no caso de aprovados, serão publicados na sessão artigos.

A submissão de trabalhos é exclusivamente online pelo sistema SEER utilizado pela Ícone. Acesse: http://www.icone-ppgcom.com.br/ e siga os passos. Os professores José Afonso da Silva Junior e Nina Velasco (PPGCOM-UFPE) são os editores dessa edição.

Calendário
Submissão de artigos: até  20 de Junho de 2013.
Pareceres: até  20 de Julho de 2013.
Previsão de publicação: até  20 de Agosto de 2013.

Imagem nas mídias sociais

Hoje é o dia mundial da fotografia! Nessa série de ações que vários sites e fotógrafos fizeram na lembrança da data comemorativa, esta imagem abaixo me chamou atenção, pela relação com o que venho fazendo na pós-graduação. Trata-se de um infográfico no qual apresenta os principais serviços de compartilhamento de imagens utilizados pelos brasileiros na internet. Elaborado pela agência Mentes Digitais.

Assim, trata do início, com o Fotolog, e vai consequentemente apontar como essa relação com a fotografia passa a ter um componente importante no processo, que são as câmeras nos dispositivos móveis. Prova disso é o sucesso do Instagram, que passa a ser um ator fundamental para o entendimento dessa prática de compartilhamento dos últimos dois anos, tendo em vista a aceitação do público e o desenvolvimento dos dispositivos – que passam a diminuir consideravelmente o tempo entre o ato fotográfico e o ato de compartilhar com a rede social do usuário.

Livro Realidade Sintética

Capa do livro, lançado em julho desse ano

Participei desse ano do projeto do livro Realidade Sintética: Jogos Eletrônicos, Comunicação e Experiência Social, organizado pelos amigos Thiago Falcão e Luiz Adolfo de Andrade, ambos pós-graduados pela UFBA. O livro reúne reflexões de grandes nomes nacionais do campo da Comunicação e internacionais do campo dos game studies. Participei traduzindo um dos artigos dentre aqueles convidados estrangeiros – Playing as Players, de Torill Mortensen.

O mesmo trata-se de uma contribuição importante para a área pois aborda questões metodológicas na compreensão dos usuários de Multi-User Dungeons (MUDs), no que tange à forma como estariam situados em um contexto situado da narrativa do jogo, que enquadraria as ações principalmente de duas maneiras: no modo como podem interferir na narrativa construindo novos argumentos para reforçar algumas situações ou personagens; e no modo como estariam interagindo com os demais usuários, através de recursos possíveis e de um vocabulário inerente ao contexto.

Divisão

O livro está dividido em três partes: Jogos Eletrônicos e Redes Sociais – com contribuições de Raquel Recuero, Simone de Sá, Nelson Zagalo,  Tarcízio Silva e Marcel Ayres; Jogos Eletrônicos e Experiência Urbana – com contribuições de André Lemos, Markus Montolla, Annika Waern e Christy Dena; e, finalmente, Mundos Virtuais, com colaborações de Suely Fragoso e do artigo de Mortensen no qual traduzi. O intuito principal foi criar um conjunto de trabalhos que envolvessem não só video games,  mas em especial dinâmicas de sociabilidade e apropriação empreendidas nestes, além de preencher uma lacuna existente quando o assunto é bibliografia em língua portuguesa sobre o tema.

O livro está à venda na loja virtual da Livraria Cultura. Cópias também podem ser adquiridas com Luiz Adolfo (luizadolfondrade@gmail.com).

II Salão de Fotografia

Este ano participarei novamente com duas fotos da Exposição Coletiva do II Salão de Fotografia de Aracaju. Como pode ser visto no cartaz, a abertura será na próxima terça (7), a partir das 20 horas. Nesse mesmo dia terão os lançamentos dos livros “Descobrindo Caminhos para as Artes”e “Clemente Freitas, o pioneiro da arte cinematográfica em Sergipe”, ambos de autoria de Djaldino Mota Moreno.

A exposição ocorrerá entre os dias 08 e 26 de agosto, na Galeria de Arte Álvaro Santos – localizada na Praça Olímpio Campos, s/n, Centro. São ao todo 50 fotografias, que estão inscritas na temática “Aracaju, minha terra, minha gente”. Estarei também concorrendo a prêmios em dinheiro, destinados às melhores fotografia de acordo com um juri formado. O horário de visitação é das 8 às 18h, durante a semana, e das 9 às 13h aos sábados. Mais informações pelo telefone 3179-1308 e pela página https://www.facebook.com/galeriaalvaro.

SimSocial 2012

A segunda edição do Simpósio de Pesquisa em Tecnologias Digitais e Sociabilidade (SimSocial) ocorre nos dias 10 e 11 de outubro, na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Estarei nesse ano trabalhando mais um vez na produção junto com o pessoal do GITS, no qual faço parte. O evento tem caráter acadêmico e se destina a promover debates e circulação de pesquisas na área de humanas, principalmente a partir do tema deste ano: Práticas Interacionais em Rede.

Material de divulgação do SimSocial desse ano

Na programação, estão previstas atividades como conferências e apresentação de comunicações em Núcleos Temáticos, baseados em questões como consumo e estratégias de mercado, política e ativismo, dinâmicas interacionais, educação e aspectos cognitivos e práticas colaborativas. Como palestrantes e conferencistas, já estão confirmados importantes Adriana Amaral, André Lemos, Edvaldo Couto, Marcos Palácios e Raquel Recuero.

Em sua segunda edição, o SIMSOCIAL pretende agregar pesquisadores, professores e estudantes universitários, além de profissionais de instituições relacionadas ao campo da Cibercultura.

Chamada

Desde o início desse mês está aberta também a chamada de trabalhos para os cinco núcleos temáticos. O processo de submissão será realizado através do envio de trabalhos completos até 30 de julho. A avaliação pela comissão científica privilegiará a originalidade e qualidade dos trabalhos, bem como a diversidade de temáticas que tem se destacado no campo dos estudos em tecnologias digitais. O resultado será divulgado no dia 3 de setembro.

Calendário

06 de julho a 30 de julho – chamada de trabalhos
05 de agosto a 05 de outubro – inscrições
03 de setembro – divulgação dos resultados dos trabalhos aprovados
10 e 11 de outubro – realização do evento